O mundo do trabalho e as relações familiares: o desafio em conciliar trabalho, família e estudo.

Nazaré Aleixo da Silva, Maria Lima Duarte, Rosangela Lidia Gequelin, Cleci Elisa Albiero

Resumo


O presente estudo propõe-se a discutir a temática da conciliação entre o mundo do trabalho e as relações familiares no âmbito na divisão sexual do trabalho e nas relações de produção e (re) produção da vida. O interesse pelo debate surge de indagações, questionamentos e problematizações vivenciadas no cotidiano do fazer profissional e na vida acadêmica como professora no curso de Serviço Social, juntamente com o grupo de estudos que trata das questões de Gênero, Trabalho, Família e Violência contra a mulher - GETRAVI, coordenando a sub-linha de pesquisa relacionada ao “Trabalho, Família e  Políticas Sociais”. O debate a esta temática se amplia em conjunto com os alunos que participam do grupo e desenvolvem pesquisas e nesta linha. A discussão em torno da temática família e trabalho nos remete ao entendimento das políticas publicas ou privadas, formuladas para conciliar o mundo do trabalho e da família e aqui em especial um novo elemento em como conciliar trabalho, família e estudos, pois o estudo se da junto aos alunos de Serviço Social do Unibrasil. O estudo tem como objetivo analisar de que forma os estudantes de serviço social do Unibrasil conciliam trabalho, família e estudos; Debater a compreensão sobre a conciliação entre trabalho e família no âmbito da divisão sexual do trabalho. A perspectiva metodológica que dará suporte a esta pesquisa, será o método dialético da teoria social critica, que nos remete a “lente orientadora de todo o processo de investigação” e das aproximações sucessivas, contextualizações, problematizações e analises a serem realizadas no decorrer do processo. A pesquisa de campo foi desenvolvida junto aos alunos do curso de Serviço Social do Centro Universitário Unibrasil. Para levantamento dos dados, foi utilizado um instrumental de pesquisa semi-estruturado contendo questões fechadas e abertas possibilitando o levantamento dos dados de como os estudantes do curso de serviço social conciliam o trabalho, estudo e vida família. O questionário foi aplicado em loco durante o período de aula entre os meses de maio e junho de 2016. Os achados da pesquisa demonstram que o publico que frequenta o curso de serviço social é predominantemente formado por mulheres com uma leva predominância de homens, em torno de 13%,  com idade entre 36 a 45 anos, casada e com até 2 filhos. Identificou-se também que as mulheres que possuem filhos entre 6 e 11 anos, o cuidado dos mesmos no período que se encontram na faculdade, permanece sob responsabilidade de outro familiar. Do total de alunos pesquisados 38% relataram que recebem ajuda do marido ou companheiro nas atividades domesticas e 89,5% dos entrevistados relatam que é possível conciliar trabalho, vida familiar e estudos. Desta forma, conclui-se que os alunos do curso de Serviço Social conseguem conciliar trabalho, vida familiar e domestica com os estudos, bem como tem uma presença importante da participação dos maridos e/ou companheiros nas atividades domesticas e do cuidado.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.