HÓSPEDES ONCOLÓGICOS: A LACUNA DO JORNALISMO COM RELAÇÃO A ACOMPANHANTES DE PORTADORES DO CÂNCER

Maria Sirlene Araújo, PAULO ROBERTO FERREIRA DE CAMARGO

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar o panorama da representação midiática de Curitiba como referência no tratamento oncológico, atraindo assim pacientes de fora, há uma inquietação ao perceber que essa mesma mídia não aponta onde e como ficam essas pessoas. É necessário estender o assunto para além desses recortes, para sabermos como ficam hospedados aqui esses pacientes e os familiares. Sem essa representação fica difícil saber a história dessas pessoas, muito menos em que contexto esteve ou ainda estão inseridas durante sua permanência aqui. A pesquisa analisou periódicos de jornais, aplicou questionários ao público-alvo e jornalistas da editoria de saúde, bem como, buscou em teorias da comunicação o porquê dessa falta de representação.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.