A Representação das Jornalistas no Jornal Nacional

Manuelle Motta Marques de Lima, Michele Negrini, Vernihu Oswaldo Pereira Neto

Resumo


Desde a antiguidade, a desigualdade entre os gêneros vem sendo visualizada. No telejornalismo brasileiro, especificamente no Jornal Nacional, objeto de estudo deste trabalho, a mulher foi ocupar a função de apresentadora somente em 1996, cerca de 30 anos depois do telejornal ter estreado. A partir desse histórico, este trabalho tem como objetivo verificar, através da teoria da representação social, a percepção do telespectador a respeito da apresentadora no noticiário da Rede Globo. Utilizando a técnica de questionário semi-estruturado, aplicado via internet, foi analisada a concepção de 63 pessoas, que expuseram suas opiniões a respeito de diferentes momentos do telejornal e da participação da mulher nele.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Cadernos da Escola de Comunicação. ISSN Eletrônico: 1679-3366.