APLICABILIDADE DA TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL (TCC) NO TRATAMENTO DO TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) NA INFÂNCIA: REVISÃO INTEGRATIVA TCC E TDHA: REVISÃO INTEGRATIVA

Cleonilda de Paula, Jocemara Ferreira Mognon

Resumo


O presente estudo teve como objetivo realizar uma revisão de literatura sobre a avaliação e o tratamento do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) na infância na perspectiva da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). Foram consultadas as bases de dados eletrônicas, SciELO, PePSIC, BVS_PSI e Google Acadêmico, nos meses de agosto e setembro de 2016, utilizando-se dos seguintes descritores: ‘terapia cognitivo-comportamental e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade’; ‘tratamento, TDAH, psicoterapia’; ‘TDAH e TCC’. Foram analisados sete estudos, sendo quatro artigos científicos e três capítulos de livros, e estabelecidas duas categorias para análise dos estudos selecionados, tratando-se da avaliação e intervenção cognitivo-comportamental para o TDAH. Os resultados indicaram que a avaliação diagnóstica do TDAH é clínica, entretanto, uma avaliação criteriosa depende da contextualização dos sintomas baseados na história de vida da criança. O tratamento envolve a combinação entre psicofármacos e intervenções psicossociais. No que se referem às intervenções cognitivo-comportamentais para o tratamento do TDAH são enfatizadas o uso de técnicas diversificadas e a participação ativa da família e da escola. Com base nos estudos foi possível concluir que a TCC apresenta maior eficácia nos sintomas secundários do TDAH favorecendo a melhora nos relacionamentos interpessoais, na autoestima e qualidade de vida.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Cadernos da Escola de Saúde. ISSN Eletrônico: 1984-7041.