AVALIAÇÃO DA AÇÃO DO CLENBUTEROL NA PROMOÇÃO DA LIPÓLISE – REVISÃO SISTEMÁTICA.

Caroline de Faria Nascimento, Adriana de Oliveira Christoff

Resumo


O clenbuterol é um fármaco agonista de receptores β-adrenérgico de longa duração, bem absorvido por via oral. É utilizado como broncodilatador em equinos e humanos para o tratamento de doenças respiratórias, incluindo asma e doença pulmonar obstrutiva crônica. Seu uso está emergindo de forma ilícita entre os fisiculturistas e entusiastas de aptidão física, atraídos por seus supostos efeitos hipertróficos e lipolíticos sem considerar os efeitos colaterais e adversos. Este estudo de revisão bibliográfica sistemática descritiva da literatura realizada entre fevereiro a outubro de 2017 teve o objetivo de compilar dados através de pesquisa em artigos científicos, para avaliar se o clenbuterol promove perda de peso e quais são seus principais efeitos colaterais.  Entre os artigos selecionados, 3 são estudos pré-clínicos, dos quais 2 avaliaram a capacidade do clenbuterol de promover lipólise e 1 avaliou os danos cardíacos ocasionados por alta dosagem de clenbuterol e 4 são estudos de casos de usuários de clenbuterol atendidos em pronto atendimento hospitalar. No estudo pré-clinico realizado com porcos pode-se observar a lipólise devido à diminuição de gordura corporal dos animais, já no estudo pré-clínico em adipócitos maduros de ratos verificou-se a lipólise pela diminuição de lipídios dentro do adipócito, porém, no estudo realizado em coelhos não se observou lipólise e ocorreu a morte dos animais devido a complicações cardíacas. Já nos estudos clínicos, todos os casos tiveram a ocorrência de efeitos colaterais graves como taquicardia, distúrbios gastro intestinais, cefaleia, entre outros. Através dos resultados obtidos, pode-se considerar que a utilização do clenbuterol para perda de peso é eficaz em animais, porém em humanos, sua toxicidade é notável para tal finalidade.


Referências


Grimmer NM, Gimbar RP, Bursua A, Pattel M. Rhabdomyolysis secondary to clenbuterol use and exercise. The Journal of Emergency Medicine 2016, v. 50, n. 2, pp. e71–e74.

Daubert GP, Mabasa VH, Leung VWY, Aaron C. Acute clenbuterol overdose resulting in supraventricular tachycardia atrial fibrillation. Journal of medical toxicology 2007, v.3, n.2.

Spiller HA, James KJ, Scholzen S, Borys DJ. A descriptive study of aderse events from clenbuterol misuse and abuse for wheigth loss and bodybuilding. Substance abuse 2013, 34: 306–312.

Ke Y, Fu LL, Hong XF, Dong R, Xu TM, Guo JF, et al. Acute clenbuterol induces hypotension, atrioventricular block and cardiac asystole in the rabbit. Cardiovasc Toxicol 2013; 13:85–90.

Santos RP, Pereira A, Guedes H, Lourenço C, Azevedo J, Pinto P. Drogas anabolizantes e infarto do miocárdio – A propósito de um caso clínico. Arquivo Brasileiro de Cardiologia 2015, 105(3): 316-319.

Zhang J, He Q, Liu QY, Guo W, Deng XM, Zhang WW, et al. Differential gene expression profile in pig adipose tissue treated with/without clenbuterol. BMC Genomics 2007; 8:433.

Kim HK, Della-Fera MA, Hausman DB, Baile CA. Effect of clenbuterol on apoptosis, adipogenesis, and lipolysis in adipocytes. J Physiol Biochem 2010; 66:197–203.

Concelliero KM. Estimulação elétrica neuromuscular associada ao clembuterol melhora o perfil metabólico muscular de membro imobilizado de ratos. Universidade Metodista de Piracicaba 2004.

Emorine LJ, Marullo S, Marie M, Patey G, Kwtchko CD, Strosberg AD. Molecular characterization of the human β3-adrenergic receptor. Science 1989, v.245.

Nonogaki K. New insights into sympathetic regulation of glucose and fat metabolism. Diabetologia 2000, 43: 533-549.

Mauriège P, Imbeault P, Langin D, Lacaille M, Alméras N, Tremblay A, et al. Regional and gender variations in adipose tissue lipolysis in response to weight loss. Journal of Lipid Research 1999, v. 40.

Brett J, Dawson AH, Brown JA. Clenbuterol toxicity: a NSW poisins information centre experience. MJA 2014; 200: 219–221.

Romanelli T. Dicas de saúde. Clenbuterol usado para emagrecer apresenta riscos, entenda. 2017. Disponível em: URL:. Acessado em: 10 nov2017.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Cadernos da Escola de Saúde. ISSN Eletrônico: 1984-7041.