É DURO SER CABRA NA ETIÓPIA – Ou é mais duro ser autor no projeto da Maitê?

Maria Paula Mansur Maeder

Resumo


"Um ator está sempre interpretando o texto de alguém, os pensamentos, as considerações sobre o mundo de outra pessoa, que às vezes escreveu há 100 anos, ou dois mil como no caso de uma tragédia grega. Então eu quis estreitar essa ponte com um público que muitas vezes acha que sou uma pessoa que não sou." Maitê Proença trouxe ao público um pouco dessa outra pessoa, dessa que não é atriz somente, tampouco apenas uma autora, mas um alguém criativo e ousado, irrequieto, espontâneo e muito alegre.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Expressão: Cultura UniBrasil. ISSN: 2238-8710