MUTILAÇÃO GENITAL FEMININA NA AMÉRICA LATINA: AS MULHERES EMBERA-CHAMÍ E SHIPIBO-CONIBO

  • Larissa Tomazoni
  • Laura Jane Ribeiro Garbini Both
Palavras-chave: Mutilação Genital Feminina, América Latina, Gênero, Poder

Resumo

O presente artigo trata da prática cultural da mutilação genital feminina na América Latina. Busca dar visibilidade ao tema que ainda é pouco estudado pelo Direito e pouco conhecido, especialmente sobre sua existência no continente Latino Americano. O trabalho aborda a prática da mutilação genital feminina em caráter global, apontando a prevalência, enquadramento étnico, procedimento e implicações físicas e psicológicas. Na sequência, serão analisados dois grupos étnicos: os Shipibo Conibo do Peru e os Emberá Chamí da Colômbia. Demonstraremos as principais especificidades de cada grupo e as relações de poder que dão causa a prática. A pesquisa utiliza bibliografia interdisciplinar sobre o tema, além de dados das Nações Unidas e da Anistia Internacional e notícias veiculadas sobre a referida prática cultural.
Publicado
2018-07-27
Seção
Artigos