VITAMINA D ASSOCIADA AO SISTEMA IMUNOLÓGICO

Eliane Terezinha AMADO, Renatha EGEA, Claudia OTA

Resumo


Vitamina D apresenta efeitos imunomoduladores sobre as células do sistema imunológico, sobretudo os linfócitos T, assim como na produção e na ação de diversas citocinas. Vitamina D, ou calecalciferol, é um hormônio estereoide, sua principal fonte é a exposição à radiação ultravioleta B, através da formação endógena dos tecidos cutâneos, e de uma dieta alimentar, esta responsável apenas por aproximadamente 20% das necessidades corporais. Tem a função de regular a homeostase do cálcio, formação e reabsorção óssea, dentre as principais funções da vitamina D, está no sistema imunológico onde podemos destacar: regulação da diferenciação e ativação de linfócitos CD4, aumento do número e função das células T reguladoras, inibição in vitro da diferenciação de monócitos em células dentríticas, diminuição da produção de citocinas interferon-g, IL-2 e TNF, a partir de células Th1 e estimulo da função células Th2 helper, inibição da produção de IL-17 a partir das células Th17 e estimulação de células T NK in vivo e in vitro. De maneira geral, o efeito da vitamina D no sistema imunológico se traduz em aumento da imunidade inata associada a uma regulação multifacetada da imunidade adquirida, tem sido demostrado uma relação entre a deficiência de vitamina D e a prevalência de algumas doenças autoimunes como: diabetes mellitus insulino-dependente, esclerose múltipla, doença inflamatória intestinal, lúpus eritomatoso sistêmico e artrite reumatoide. Os estudos atuais sugerem que a vitamina D e seus análogos não só previnam o desenvolvimento de doenças autoimunes como também poderiam ser utilizados no seu tratamento.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.