ORIENTAÇÕES AOS USUÁRIOS DE UMA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PARA PREVENÇÃO DE RISCO AO SUICÍDIO

  • Amanda Stefany PRIETO Centro Universitário Autônomo do Brasil- Unibrasil/ Acadêmica de Enfermagem
  • Christiane BREY Instituição/Afiliação: Enfermeira, Doutoranda em Enfermagem, Professora do Centro Universitário Autônomo do Brasil
  • Cristiano CAVEIAO Enfermeiro, Doutor em Enfermagem, Professor do Centro Universitário Autônomo do Brasil
  • Ana Paula HEY Enfermeira, Mestre em Cirurgia, Professora do Centro Universitário Autônomo do Brasil
  • Aparecida Rodrigues PRIETO Acadêmica de Enfermagem do Unibrasil
Palavras-chave: depressão, suicídio, comportamento impulsivo, prevenção.

Resumo

Há dois fenômenos que coexistem na abordagem ao tema suicídio, que são depressão e intenso sofrimento a vida das pessoas acometidas. Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil está em 8° lugar no ranking dentre os países de maior número de suicídios. Para a conscientização do suicídio, órgãos nacionais juntamente com a Organização Mundial de Saúde, iniciaram em 2014 a campanha para prevenção do suicídio, que é conhecida como setembro amarelo. No curso de Enfermagem do Centro Universitário Autônomo do Brasil-UniBrasil, o acadêmico tem a oportunidade de trabalhar com projetos assistenciais na comunidade. A apresentação do projeto é um método utilizado no processo de ensino aprendizagem do Estágio Curricular Supervisionado II do 8º período do curso. Para esse projeto tem-se como objetivo alertar a população a respeito da realidade do suicídio, diminuir seus tabus e as formas de prevenção de uma unidade de saúde estratégia da família de Curitiba- PR. Durante o estágio, entre os dias 11 de agosto e 11 de setembro de 2017, observou-se a necessidade de aprimorar os conhecimentos dos usuários de uma unidade pública de Curitiba, devido a abordagem acerca desse assunto ser escassa e com muitos tabus. Assim, verifica-se a importância de realizar essas palestras a fim de aprimorar o conhecimento dos usuários dessa unidade de saúde para uma orientação preventiva sobre o suicídio. Como método de planejamento e desenvolvimento do projeto foi utilizado o 6W-3H. Trata-se de uma educação em saúde em uma unidade de saúde estratégia da família, a qual está sendo realizada, duas vezes por semana, a partir do dia 18/09/2017 até 29/09/2017, por meio de uma palestra com usuários na fila de espera na unidade de saúde para abordar a temática acerca do suicídio, depressão e seus meios de prevenção. Espera-se como resultado que após uma palestra dialogada com os usuários de saúde pública, faça diminuir o número de tabus referente ao suicídio e os indivíduos se atentem aos sinais de prevenção. Não há outras considerações até o momento, devido ao projeto ainda estar em andamento de acordo com o cronograma de estágio. Os demais resultados serão apresentados posteriormente. Cada suicídio é uma tragédia que afeta a família e a comunidade com efeitos a longo prazo em quem vive de perto com esta realidade. Por tudo isto, o suicídio é considerado um importante problema de Saúde Pública, que pode ser prevenido com intervenções multidisciplinares adequadas, baseadas na evidência e, habitualmente, pouco dispendiosas. O enfermeiro tem o papel de elaborar educações continuadas para equipe, para que não ocorram duvidas pelos profissionais de saúde durante seu trabalho.

Biografia do Autor

Amanda Stefany PRIETO, Centro Universitário Autônomo do Brasil- Unibrasil/ Acadêmica de Enfermagem
Acadêmica do 8° período de Enfermagem/ Unibrasil
Publicado
2018-02-23

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2