Maurice Blanchot - o escafandrista de extremidades: reflexões sobre a experiência do fora da literatura

  • Guilherme Roman Borges
Palavras-chave: Discurso Literário, Exterioridade, Invisibilidade, Negação, Ser da Linguagem

Resumo

Este breve ensaio pretende recolher, dentro das concepções teóricas de Maurice Blanchot, recortes necessários para compreender o caráter constitutivo do discurso leterário como "experiência do fora", e, nessa medida, trazer argumentos indispensáveis para refletir uma nova 'estratégia de pensamento' em torno do neutro, da impossibilidade, da negação e do ser da linguagem para função jus-autor.
Publicado
2017-03-17
Seção
Artigos do Corpo Docente