REFLEXOS DO REGISTRO DE ATENDIMENTO NA INDISCIPLINA ESCOLA DESDE A PERSPECTIVA A REVISÃO DE LITERATURA

Palavras-chave: Indisciplina escolar. Registro escolar. Educação.

Resumo

A indisciplina escolar é tema de estudos em diferentes áreas da Educação por refletir fatores não só no âmbito escolar como também familiar. Reflete nos processos de ensino aprendizagem dos alunos, na construção de relações e socializações, representa um grande desafio para o universo escolar como um todo por expõe a dificuldade coletiva dentro e fora dos muros escolares. Diante disto, encontram-se os registros de atendimento escolar que atuam principalmente no trabalho docente diante deste enfrentamento. Assim, a presente pesquisa tem o objetivo de identificar a função dos registros de atendimento/ocorrência escolar no que se refere a questões de indisciplina. Para tanto, foram observados os estudos de Philippe Perrenout (2015) sobre a profissão docente e Rodrigues e Marques (2015), acerca das formas de identificar e avaliar a interação entre a escola, professores e comunidade escolar, de que modo se apresenta através dos registros de atendimento, buscando também melhorar a compreensão e o gerenciamento da indisciplina em sala de aula. Para responder ao objetivo de investigação, foi proposta uma revisão de literatura (LAKATOS, MARCONI, 2017) visando acrescentar valor ao que já foi pesquisado e que seja significativo para o momento atual da pesquisa. Desta forma, pesquisou-se na Sophia Biblioteca, no portal de acesso do UniBrasil, utilizando o filtro do artigo completo para compor a pesquisa. Como resultado, identificou-se que os docentes afirmam o registro escolar interfere na indisciplina, no seu trabalho em sala de aula, destaca-se assim, a importância das relações humanas entre professor e aluno como ferramenta essencial na administração disciplinar. Como considerações finais, destaca-se a importância de retomar investigações sobre a maneira como os registros poderiam transpor a finalidade descritiva e contribuir significativamente na diminuição de casos de indisciplina e auxiliar na formação discente, na comunidade escolar e a possibilidade de se investigar quais os impactos que os Conselhos Disciplinares causam na indisciplina escolar.

Biografia do Autor

Adiele, UniBrasil

Graduanda em Pedagogia (UniBrasil), Professora de Nível Médio (Magistério) no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Prof.ª Julita Júlia, no município de Guarapuava, lecionando naTurma de Infantil II.

Karin Christina Gonçalves, UniBrasil

Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2012), mestrado em Investigación aplicada a la Educación - Universidad de Valladolid (2016) e mestrado em TIC en Educación: Análisis y Diseño de Procesos, Recursos y Prácticas Formativas - Universidad de Salamanca (2019). Atualmente é professora do Centro Universitário Autônomo do Brasil (UniBrasil) e pedagoga - Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (SEJUF). Tem experiência na área de Educação e Gestão Pública, com ênfase em Tecnologia Educacional e Políticas de Assistência Social, atuando principalmente nos seguintes temas: TDIC, Competências Digitais e Políticas Públicas.

Referências

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Metodologia do trabalho científico: projetos de pesquisa, pesquisa bibliográfica, teses de doutorado, dissertações de mestrado, trabalhos de conclusão de curso. 8. ed. – São Paulo: Atlas, 2017.
PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Artmed editora, 2015.
RODRIGUES, Icaro Alencar; MARQUES, Larissa Carvalho. A pesquisa explicativa e bibliográfica de alunos do Ensino Médio: uma revisão bibliográfica. Veredas FAVIP: Revista Eletrônica de Ciências e Cultura. v.8, n.2, p. 24-35, 2015.
Publicado
2021-06-10
Seção
Pedagogia

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)