Os Embates da Rodada de Doha e do Neoliberalismo Novo Colapso e Velhos Motivos

  • Larissa Ramina
Palavras-chave: Organização Mundial do Comércio (OMC), Comércio Internacional, Rodada de Doha, Neoliberalismo, Protecionismo

Resumo

O presente estudo elegeu como escopo a análise da extensa e complexa trajetória das negociações que envolveram a Rodada de Doha, nona negociação comercial multilateral da história, lançada oficialmente na capital do Catar em novembro de 2001, por ocasião da IV Conferência Ministerial da OMC. A perspectiva da análise é a crí­tica, partindo-se da premissa de que a OMC constitui a vertente comercial de um sistema capitalista consagrador dos interesses comerciais dos paí­ses desenvolvidos em detrimento dos interesses comerciais dos paí­ses em desenvolvimento. Busca-se identificar os embates que opuseram os paí­ses negociadores durante todas as tentativas de negociação, e que impediram o sucesso do empreendimento, inserido na agenda internacional há quase sete anos.
Publicado
2017-04-04
Seção
Artigos do Corpo Docente