ADEQUAÇÃO E IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

  • Kawana Aparecida Lacerda da Cruz CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL - UNIBRASIL
  • Edilceia Domingues do Amaral Ravazzani
Palavras-chave: Palavras-chave: alimentação escolar; PNAE; FNDE; escolares; alimentação saudável.

Resumo

O Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE é considerado o maior e mais antigo programa de alimentação e nutrição da América Latina que abrange atualmente mais de 37 milhões de alunos. Gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE, tem a finalidade de suprir em caráter suplementar as necessidades nutricionais, através da oferta de no mínimo uma refeição saudável e equilibrada, no período de permanência dos alunos nas escolas da rede pública de ensino, desde da educação infantil ao ensino médio. Além do benefício nutricional o programa também contribuiu com o aprendizado e proporciona hábitos alimentares mais saudáveis. Porém, diante do cenário atual da pandemia da COVID-19, e com as aulas presenciais suspensas esse benefício da garantia da alimentação foi severamente impactado. Desta forma, o objetivo dessa pesquisa foi apontar as estratégias utilizadas para garantir a segurança alimentar dos estudantes, mesmo diante do afastamento social e ressaltar a importância da alimentação escolar na vida de milhares de alunos no Brasil, para tanto as informações foram obtidas das base de dados disponibilizados no site do FNDE. Observou-se que logo após o início da pandemia, que levou ao afastamento social, a gestão pública preocupada e atenta a necessidade alimentar da população, publicou a Resolução Nº 2, a qual foi publicada no Diário Oficial da União em 09 de abril de 2020 a qual determina que as crianças e adolescentes que frequentam as escolas e colégios públicos deveriam receber os gêneros alimentícios, destinados a alimentação escolar, na forma de kits de alimentação escolar sendo que os gêneros deveriam ser  definidos pela equipe de nutrição, gestora municipal e estadual, com base no que os alunos consumiriam em seus respectivos locais de estudo. Os kits estão sendo organizados de forma a dar preferência para alimentos in natura e minimamente processados, respeitando a sazonalidade, a cultura alimentar de cada região do Brasil, a qualidade nutricional e sanitária. Levando em conta o que foi observado concluiu-se que os kits de alimentação escolar, que estão sendo distribuídos e entregues as famílias dos alunos, é necessário e de extrema importância para garantir que as crianças e adolescentes continuem tendo acesso a uma alimentação saudável e de qualidade e que medidas como essas vem promovendo o direito humano a alimentação adequada e a segurança alimentar mesmo em situações de crise.

Publicado
2021-06-11
Seção
Nutrição

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>