A RELAÇÃO ENTRE A PERVERSÃO DE MARQUÊS DE SADE E A SUBLIMAÇÃO: UMA POSSÍVEL INTERPRETAÇÃO PSICANALÍTICA

  • Suelen Sthefani Ceccon UniBrasil
  • Fernanda Garbelini de Ferrante UniBrasil
Palavras-chave: Marquês de Sade, perversão, sublimação, sadomasoquismo, psicanálise

Resumo

Marquês de Sade viveu entre uma aristocracia libertina e a repressão sexual burguesa. Devido a seus comportamentos de atrocidades, foi conhecido como o mais devasso dos libertinos da França. Foi denunciado por seus hábitos e confinado, obrigado a renunciar seus atos. Escreveu obras que são consideradas uma teoria das perversões. Em liberdade, continuou a escrever e seu comportamento contrastou com sua vida pregressa. Objetiva-se discorrer sobre sua vida e a obra “A Filosofia na Alcova” (1795), fazer uma articulação entre sublimação e perversão. Esta pesquisa é uma revisão bibliográfica com base psicanalítica. Inicialmente apresenta-se o conceito da estrutura perversa e a sua relação com Sade e suas obras, posteriormente será mencionado o conceito de sublimação para Freud e Lacan, ambos concordam que se há mudança na pulsão, é possível atingir certa satisfação. Porém, a sublimação contém impasses na psicanálise que dificultam afirmar se ele conseguiu sublimar por meio de suas obras.

Publicado
2020-07-10
Seção
Artigo Original