PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES ATENDIDOS PELA FISIOTERAPIA DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CURITIBA

  • lucas fernandes silvestre Unibrasil centro universitário
  • Luiza
  • danieli isabel romanovitch ribas

Resumo

sociedade. OBJETIVO:
Determinar o perfil epidemiológico dos pacientes atendidos pelo serviço de fisioterapia de
uma instituição de ensino superior na cidade de Curitiba, Paraná. MÉTODO: Trata-se de um
estudo transversal, de caráter retrospectivo com abordagem quantitativa. Foram observados
prontuários de pacientes atendidos pelo serviço de fisioterapia no período de fevereiro 2008 a
dezembro 2018. Foram coletados os dados demográficos, dados clínicos e a perda de
seguimento, categorizados em (1) processos degenerativos, (2) processos inflamatórios, (3)
processos álgicos, (4) pós-operatórios em geral, (5) fraturas, (6) categoria de diagnósticos
mistos, e (7) outros processos patológicos. Os dados foram registrados em planilhas do
Microsoft Office Excel para análise descritiva. RESULTADOS: A amostra foi composta por
181 prontuários de pacientes de ambos os gêneros; destes, 78% eram do gênero feminino. Foi
observado predomínio de diagnóstico de doenças degenerativas (21%), prevalecendo o
diagnóstico de osteoartrose (13,25%), seguido pelas tendinites de membro superior (9,94%),
lombalgia (6,07%), pós-cirúrgico de coluna (3,31%) e traumas de fêmur (2,76%).
CONCLUSÃO: O presente estudo permitiu verificar o perfil epidemiológico dos pacientes
atendidos pelo serviço de fisioterapia de uma instituição de ensino superior, onde foi
constatado o predomínio dos diagnósticos de osteoartrose (13,25%), seguido de tendinites de
membro superior (9,94%) e comprometimento do gênero feminino. Este estudo contribuiu
para que os profissionais envolvidos no serviço entendam melhor as doenças que acometem a
população para determinar estratégias de tratamento e prevenção, promovendo melhor
qualidade de vida para estes indivíduos.

Publicado
2020-10-30
Seção
Artigo Original